André Nutrichef

André Nutrichef

GO: Como surgiu seu interesse pela gastronomia?
André Nutrichef: Desde criança a cozinha foi um dos lugares mais acolhedores para mim.
(…)
Eu cozinhava quando ficava sozinho em casa, fazendo alquimias que nem sempre davam certo.
(…)
Como sempre tive prazer em comer, quis aprimorar meu conhecimento. Parece que algo me chamava para ter isto como profissão, é como se eu tivesse ouvido meu propósito.
(…)
Hoje sou nutricionista (CRN10 3738), técnico em cozinha formado pelo Instituto Federal de Santa Catarina (2009) e pós-graduado em Nutrição Clínica Funcional (2016) e em Gestão de Negócios em Serviços de Alimentação (foco em resultados, pelo SENAC/SP).

GO: Dá para comer bem, de forma saborosa, aliando a funcionalidade dos alimentos?
AN: Com certeza! Este é meu grande papel, mostrar que comer de maneira saudável é saboroso, prático, descomplicado e um gesto de autocuidado (afinal, o alimento é combustível para que tenhamos mais disposição, alegria, harmonia e bem-estar).

GO: Como se dá sua parceria com a LivDbel?
AN: A Andréa Iwao me chamou para organizarmos um processo de expansão da marca.
Vamos trabalhar padronizando receitas já existentes, avaliando processos, preços e combinações nutricionais; além de planejar compra de equipamentos, utensílios, desenhar cozinha e fazer treinamento.
(…)
Já temos muitas outras ideias, como fazer jantares, aulas e experiências gastronômicas usando a alquimia da gastronomia funcional.

GO: Você lançou um livro, “André Nutrichef”, que está atrelado a um projeto social, o Grãos de Amor
AN: O livro é um grande sonho sendo realizado. Criamos uma ferramenta de educação em saúde, recheada com 90 receitas que ensinam de forma descomplicada e saborosa ideias inclusivas para uma vida mais saudável, onde podemos ter nossa melhor versão cozinhando e comendo bem (as receitas atendem todos os públicos).
As vendas são revertidas para o Projeto Grãos de Amor, que ampara crianças de até 15 anos. Para adquirir, basta acessar o link na bio da minha conta no Instagram (clique aqui).

Aprendi a ser jornalista na marra.

Sou formado em Direito mas, desde que me conheço por gente, curto comunicação. E a curtida é latu sensu: jornal, rádio, TV, revistas e, mais recentemente, redes sociais.

Com base nestes mais de 20 anos de prática e passagens por vários veículos, o que um dia foi um blog, virou site: o “GO” tem a incumbência de trazer informação variada, dicas, falar sobre cultura e cobrir o social do pedaço.

Hope you enjoy.

12 de outubro de 2020

Compartilhe com seus amigos:

imagem_144