Ritidoplastia

Ritidoplastia

O processo de envelhecimento da pele facial é gradual e contínuo; se deve a fatores internos e externos e ganha maior intensidade após os 30 anos de idade.

A ritidoplastia, também conhecida como lifting facial, procura diminuir flacidez e atenuar rugas, assim como remover excessos de gordura localizada, dando ao rosto uma aparência mais jovial. Basicamente, consiste na realização de incisões estratégicas e minuciosas que reposicionam tecidos e tracionam a pele.

Pode estar atrelada ao rejuvenescimento das pálpebras (blefaroplstia) ou, se trabalhada concomitantemente à renovação estética do pescoço, ser chamada de lifting cervicofacial.

Com anestesia local e sedação ou anestesia geral (dependendo do caso), é um procedimento que se inicia, geralmente, com cortes “por dentro do cabelo”, entre uma orelha e outra, no alto da cabeça; e dura três ou quatro horas, dependendo das associações. Não demanda o uso de drenos pós-operatórios.

O paciente vai para casa no mesmo dia. Via de regra, em dez ou 12 dias ele retoma as atividades de rotina (devendo evitar exposição solar por dois a três meses e ficar de repouso durante o período cicatrização – valendo notar que as cicatrizes são praticamente imperceptíveis).

Como ocorre com qualquer cirurgia plástica, necessita avaliação individualizada para a indicação correta.

Aprendi a ser jornalista na marra.

Sou formado em Direito mas, desde que me conheço por gente, curto comunicação. E a curtida é latu sensu: jornal, rádio, TV, revistas e, mais recentemente, redes sociais.

Com base nestes mais de 20 anos de prática e passagens por vários veículos, o que um dia foi um blog, virou site: o “GO” tem a incumbência de trazer informação variada, dicas, falar sobre cultura e cobrir o social do pedaço.

Hope you enjoy.

23 de setembro de 2020

Compartilhe com seus amigos:

imagem_144